07 dezembro, 2019

Pétala nº 2752

“Quando somos bondosos, generosos e respeitadores connosco, adquirimos a confiança para ir buscar o que queremos da vida.” 
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

06 dezembro, 2019

Pétala nº 2751

"Solidão é a sensação de amputação de um órgão que me faz limitar." 
TONINHO, https://mineirinho-passaredo.blogspot.com/

05 dezembro, 2019

Pétala nº 2750

“… sentirmo-nos bem connosco é o pré-requisito mais importante para vivermos a nossa melhor vida.” 
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

04 dezembro, 2019

Pétala nº 2749

"(Solidão) A pior "doença" do Mundo !!!" 

03 dezembro, 2019

Pétala nº 2748

“Não se pode construiu uma vida rica e gratificante sem as firmes fundações de uma integridade impecável.” 
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

02 dezembro, 2019

Pétala nº 2747

"Solidão da alma é uma morte prematura da alegria de viver." 

01 dezembro, 2019

Pétala nº 2746

“Quando sabemos para onde vamos e como proceder, ganhamos o dom da certeza. Ter certezas sobre a vida traz-nos sentimentos de paz e ajuda-nos a tomar decisões claras e exactas.” 
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

30 novembro, 2019

Pétala nº 2745

"A solidão é lugar de duas faces. Há solidão apetecida, o tempo de silêncio só nosso, lugar, mental ou real, onde descansamos do mundo e de nós no mundo. Essa é a solidão fértil, que equilibra e potencia, de onde renascemos. E há a solidão vulgar do desapreço e esquecimento, solidão que não dói apenas por ser sozinha; é o facto de ser perene e excluir a esperança que a envenena. É o lado da tristeza sem horizonte." 

29 novembro, 2019

Pétala nº 2744

“As ilusões são enganadoras. A maioria não se apercebe que as tem, e muito menos que vive em função delas.”
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

28 novembro, 2019

Pétala nº 2743

"Quando estamos de bem com nós próprios, a SOLIDÃO é a benção de um deus desconhecido... e de grande criatividade‼" 

27 novembro, 2019

Pétala nº 2742

“ O entusiasmo é a maior força da alma. Conserva-o e nunca te faltará poder para conseguires o que desejas. “ 
NAPOLEON HILL, escritor norte-americano, especialista em realização pessoal (1883-1970)

26 novembro, 2019

Pétala nº 2741

"Solidão é aquela florzinha, débil, triste e sozinha, mas que um dia, contra tudo e contra todos, ergue a cabeça, floresce e sorri ao sol logo que aparece." 

25 novembro, 2019

Pétala nº 2740

“Encerrar assuntos é o que nos faz passar do passado para o futuro.” 
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

24 novembro, 2019

Pétala nº 2739

"A solidão nem sempre reflete a ausência de pessoas, mas sim a falta de conexão com elas. Por isso algumas pessoas se sentem sós no meio de uma multidão." 

23 novembro, 2019

Pétala nº 2738

“O que impede de saber não é nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
AGOSTINHO DA SILVA, filósofo, poeta e ensaísta português (1906-96)

22 novembro, 2019

Pétala nº 2737

"Quando a noite acontece nos meus olhos e uma estrela vem morrer na minha mão acendo os sonhos e canto a enganar a solidão enquanto não amanhece. No olhar de uma mulher a lua não adormece…" 

21 novembro, 2019

Pétala nº 2736

“Muitas pessoas pensam que seriam mais felizes se tivessem mais dinheiro, mais êxito, mais fama, mais qualquer coisa. Pura e simplesmente não é verdade. É uma fantasia, uma ilusão que, se você deixar, o leva a desistir de todo o prazer do presente em prol de promessas vazias de futuro.”
DEBBIE FORD, psicóloga norte-americana, especialista em transformação pessoal, fundadora do “Ford Institute for Integrative Coaching” (1955- 2013, in “O melhor ano da sua vida”, in Ed. Estrelapolar, 2006

20 novembro, 2019

Pétala nº 2735

"Solidão é quando olhando para dentro de nós mesmas, não vemos nenhuma voz para conosco conversar, nem mais somos capazes de ver as belezas dos céus, das flores e do SOL interior... Essa é fatal!" 

19 novembro, 2019

Pétala nº 2734

“É coisa preciosa, a saúde, e a única, em verdade, que merece que em sua procura empreguemos não apenas o tempo, o suor, a pena, os bens, mas também a própria vida; tanto mais que sem ela a vida acaba por tornar-se penosa e injusta.” 
MICHEL EYQUEM DE MONTAIGNE, escritor francês (1533-1592)

18 novembro, 2019

Pétala nº 2733

“Assim como lavamos o corpo, deveríamos lavar o destino, mudar de estar como mudamos de roupa – não para salvar a vida, como comemos e dormimos, mas por aquele respeito alheio por nós mesmos, a que propriamente chamamos asseio.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

17 novembro, 2019

Pétala nº 2732

“Acontece-nos desistir de pensar na felicidade, porque a associamos, sob condição, a uma lista longa e desorbitada de fatores.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

16 novembro, 2019

Pétala nº 2731

“Quem se ri sem ter de quê, dos seus defeitos se lembra.” 
 MARIO VARGAS LLOSA, escritor peruano (1936-), in “O herói discreto”, Ed. Quetzal, 2013

15 novembro, 2019

Pétala nº 2730

“O tempo é o único capital das pessoas que têm como fortuna apenas a sua inteligência.” 
HONORÉ DE BALZAC, escritor francês (1799-1850)

14 novembro, 2019

Pétala nº 2729

“Na vida é sempre assim. As coisas boas têm sempre o seu ladinho mau, e as más, o seu ladinho bom.” 
MARIO VARGAS LLOSA, escritor peruano (1936-), in “O herói discreto”, Ed. Quetzal, 2013

13 novembro, 2019

Pétala nº 2728

“A escuta não se faz apenas com o ouvido exterior, mas com o sentido do coração.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

12 novembro, 2019

Pétala nº 2727

“Todos os escritores recorrem às suas vidas para escreverem os seus livros; em maior ou menor grau, todo o romance é autobiográfico. Mas o que é interessante é o modo como o trabalho de imaginação se cruza com a realidade.” 
PAUL AUSTER, escritor americano (1947-), in “Experiências com a verdade” (1995), Ed. ASA, 2003

Pétala nº 2726

“O progresso técnico deixará apenas um problema: a fragilidade da natureza humana.” 
KARL KRAUS, escritor austríaco (1874-1936)

11 novembro, 2019

Pétala nº 2725

“Amar e ser amado… É muito complicado!
DOUGLAS MELO, conhecido no seu blogue "DOUG-BLOGcomo  Doug, é um jornalista, escritor, blogueiro, professor/PhD (Philosophiæ Doctor) brasileiro (1970-)

10 novembro, 2019

Pétala nº 2724

“A mania do absurdo e do paradoxo é a alegria animal dos tristes.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

09 novembro, 2019

Pétala nº 2723

“Fotografar tornou-se um ato espontâneo, uma forma acelerada de comunicação, uma expressão inconsequente e divertida das nossas sociabilidades.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

08 novembro, 2019

Pétala nº 2722

“Todos somos iguais na capacidade para o erro e para o sofrimento.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

07 novembro, 2019

Pétala nº 2721

”Das definições possíveis do homem, uma só é verdadeira: o homem é o animal que disputa.”
ALEXANDRE HERCULANO, escritor português (1810-77)

06 novembro, 2019

Pétala nº 2720

“… não se pode viver sem recordações.” 
ISABEL ALLENDE, escritora chilena (1942-), in “Paula”, Ed. DIFEL, 1995

05 novembro, 2019

Pétala nº 2719

“As pessoas são ridículas apenas quando querem parecer ou ser o que não são.” 
GIACOMO LEOPARD, poeta e ensaísta italiano (1798-1837)

04 novembro, 2019

Pétala nº 2718

“A vitalidade recupera e reanima. Os mortos ficam enterrados. As perdas ficam perdidas.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

03 novembro, 2019

Pétala nº 2717

“A arte de um povo é a sua alma viva, o seu pensamento, a sua língua no significado mais alto da palavra; quanto atinge a sua expressão plena, torna-se património de toda a humanidade.” 
IVAN TURGUENIEV, escritor, escritor russo (1818-1883)

02 novembro, 2019

Pétala nº 2716

“… a pior pobreza é a de colarinho e gravata, porque tem de se disfarçar.” 
ISABEL ALLENDE, escritora chilena (1942-), in “Paula”, Ed. DIFEL, 1995

01 novembro, 2019

Pétala nº 2715

“Sem ambição, o sonho é como carro sem gasolina: não vai a lado nenhum.” 
SEAN HAMPTON, actor norte-americano (1981-)

31 outubro, 2019

Pétala nº 2714

“A fotografia, que dá a ilusão de capturar o tempo, de fazer com que as coisas durem, revela-se na sua crueldade intrínseca: dá a ilusão de congelar o tempo, mas tudo o que a sua existência faz é lembrar-nos dos seus efeitos.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

30 outubro, 2019

Pétala nº 2713

“Tornou-se chocantemente óbvio que a tecnologia excedeu a nossa humanidade.” 
ALBERT EINSTEIN, físico alemão (1879-1955)

29 outubro, 2019

Pétala nº 2712

“… a razão jamais é fria e sem paixão, só pensa o contrário quem não alcança na reflexão o miolo propulsor…” 
RADUAN NASSAR, escritor brasileiro (1935-), in “Um copo de cólera”, Ed. Companhia das letras, 1978

28 outubro, 2019

Pétala nº 2711

“Reconhecer é antes de tudo identificar: tenho de saber quem é o outro e quem sou eu próprio; tenho de ouvir melhor, aprender a ver em profundidade. Mas o reconhecimento é também a gratidão que me faz compreender que a vida é pura economia do dom.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

27 outubro, 2019

Pétala nº 2710

“Só os homens destroem as coisas, destroem os homens e destroem o mundo dos homens. “
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

26 outubro, 2019

Pétala nº 2709

“Amar é também amar o que não compreendemos do outro.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

25 outubro, 2019

Pétala nº 2708

“O homem é muito ingénuo ou muito orgulhoso, quando pensa que se podem compreender todos os mistérios e resolver todos os problemas.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

24 outubro, 2019

Pétala nº 2707

“A ambição das pessoas não é o problema. O problema está em não se medir o que fazer para conquistar o que se ambiciona.”
DOUGLAS MELO, conhecido no seu blogue "DOUG-BLOGcomo  Doug, é um jornalista, escritor, blogueiro, professor/PhD (Philosophiæ Doctor) brasileiro (1970-)

23 outubro, 2019

Pétala nº 2706

“É a vergonha que liga os homens à humanidade? Ou limita-se a sublinhar que estão irresistivelmente afastados dela?” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

22 outubro, 2019

Pétala nº 2705

“O hipócrita é um santo pintado; tem as mãos postas mas não ora; o livro na mão, mas não lê; os olhos no chão, mas não se desestima.” 
MANUEL BERNARDES, padre e escritor português (1644-1710)

21 outubro, 2019

Pétala nº 2704

“Certas palavras erguem muros que outras nunca conseguirão derrubar.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

20 outubro, 2019

Pétala nº 2703

“A responsabilidade da maldade é de quem a tem.” 
JOSÉ GAMEIRO, psiquiatra português (1949-)

19 outubro, 2019

Pétala nº 2702

“A infância nem sempre é um jardim florido.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

18 outubro, 2019

Pétala nº 2701

“Se a vida não tem preço, nós comportamo-nos sempre como se alguma coisa ultrapassasse, em valor, a vida humana… Mas o quê?” 
ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY, piloto e escritor francês (1900-44)

17 outubro, 2019

Pétala nº 2700

“Quando alguém quer estar ao serviço do Diabo, tem de gostar do fogo e não recear morrer nas suas chamas.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

16 outubro, 2019

Pétala nº 2699

“Nenhuma qualidade humana é mais intolerável do que a intolerância.” 
GIACOMO LEOPARD, poeta e ensaísta italiano (1798-1837)

15 outubro, 2019

Pétala nº 2698

“A vida é uma farsa.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

14 outubro, 2019

Pétala nº 2697

“No meio de um povo geralmente corrupto, a liberdade não pode durar muito.” 
EDMUND BURKE, escritor e político irlandês (1729-97)

13 outubro, 2019

Pétala nº 2696

“Pensa que o ser humano gosta que lhe mostrem a sua fealdade num espelho? Nunca vemos como somos, e quando o descobrimos, é insuportável.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

12 outubro, 2019

Pétala nº 2695

“Andar por terras distantes e conversar com diversas pessoas torna os homens ponderados.”
MIGUEL DE CERVANTES, escritor espanhol (1547-1616)

11 outubro, 2019

Pétala nº 2694

“As provas de amor escasseiam entre os homens, enquanto os indícios de traição e do mal proliferam.”
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

10 outubro, 2019

Pétala nº 2693

“Vivemos todos sob o mesmo céu, mas nem todos temos o mesmo horizonte.” 
KONRA ADENAUER, político alemão (1876-1967)

09 outubro, 2019

Pétala nº 2692

“A política é suja. Não é a moral.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

08 outubro, 2019

Pétala nº 2691

“Neste afã por conectar com o distante, empobrecemos a relação com o que está próximo. O nosso discurso povoa-se de intermitências. Estamos e não estamos.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo, cronista e poeta português (1965-)

07 outubro, 2019

Pétala nº 2690

“… por vezes é necessário atravessar as trevas para vislumbrar de novo a claridade do dia que nasce..” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

06 outubro, 2019

Pétala nº 2689

“Não seriamos o que somos sem a conversa.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo, cronista e poeta português (1965-)

05 outubro, 2019

Pétala nº 2688

“É próprio do homem agir demasiado rapidamente. Sempre.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

04 outubro, 2019

Pétala nº 2687

“Os melhores momentos da vida, não são aqueles que você se lembra, mas, sim, os que você ainda poderá construir.”
DOUGLAS MELO, conhecido no seu blogue "DOUG-BLOGcomo  Doug, é um jornalista, escritor, blogueiro, professor/PhD (Philosophiæ Doctor) brasileiro (1970-)

03 outubro, 2019

Pétala nº 2686

“Preto (raça) - o ódio e o desprezo não residem na palavra, mas no uso que dela se faz.”
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

02 outubro, 2019

Pétala nº 2685

“Quando deixamos de olhar bem no fundo dos olhos uns dos outros, quando legalismos e preceitos se tornam mais importantes do que a história de cada um, quando nos julgamos “mais” e “melhores” que os outros e caímos na armadilha das comparações, diminuímos em humanidade.” 
VICTOR GONÇALVES, pároco português (1965)

01 outubro, 2019

Pétala nº 2684

“O mar tolera frequentemente que os homens deslizem sobre ele, mas, por vezes, irrita-se…”
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

30 setembro, 2019

Pétala nº 2683

“Ainda não vi ninguém que ame a virtude tanto quanto ama a beleza do corpo.” 
CONFÚCIO, sábio chinês (-551/-479)

29 setembro, 2019

Pétala nº 2682

“Os homens não gostam de ontem. Os homens vivem no presente e sonham com os amanhãs.”
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “O arquipélago do cão”, Sextante (Porto Editora), 2019

28 setembro, 2019

Pétala nº 2681

“Falsas amizades só servem para duplicar os nossos momentos de tristeza.”
DOUGLAS MELO, conhecido no seu blogue "DOUG-BLOG" como  Doug, é um jornalista, escritor, blogueiro, professor/PhD (Philosophiæ Doctor) brasileiro (1970-)

27 setembro, 2019

Pétala nº 2680

“Em momentos de muito perigo, convém caminhar com o diabo até teres atravessado a ponte.”
Provérbio citado por ARTURO PÉREZ-REVERTE, escritor espanhol (1951-), in “Eva”, Ed. ASA, 2018

26 setembro, 2019

Pétala nº 2679

“A ordem é o prazer da razão; mas a ordem é a delícia da imaginação.” 
PAUL CLAUDEL, poeta e diplomata francês (1866-1955)

25 setembro, 2019

Pétala nº 2678

“Os descuidos matam e os descuidados morrem.”
ARTURO PÉREZ-REVERTE, escritor espanhol (1951-), in “Eva”, Ed. ASA, 2018

24 setembro, 2019

Pétala nº 2677

"É acreditando nas rosas que as fazemos desabrochar.” 
ANATOLE FRANCE, escritor francês (1844-1924)

23 setembro, 2019

Pétala nº 2676

“Há lugares de onde nunca se volta.”
ARTURO PÉREZ-REVERTE, escritor espanhol (1951-), in “Eva”, Ed. ASA, 2018

22 setembro, 2019

Pétala nº 2675

“Sem identidade não se é. E a gente tem que ser, isto é que é importante. Mas a identidade obriga depois à dignidade."
MANOEL DE OLIVEIRA, cineasta português (1908-2015)

21 setembro, 2019

Pétala nº 2674

“Só os idiotas e os fracos é que ocultam o fedor da vida com perfumes.” 
ARTURO PÉREZ-REVERTE, escritor espanhol (1951-), in “Eva”, Ed. ASA, 2018

20 setembro, 2019

Pétala nº 2673

“A poligamia é a falta de realização no sexo; é como um homem que quer comer uma pera, mas colhe cinco só para se distrair.” 
G. K. CHESTERTON, escritor, poeta, filósofo, dramaturgo inglês (1874-1936)

19 setembro, 2019

Pétala nº 2672

“Deveríamos poder morrer como vivemos.” 
ARTURO PÉREZ-REVERTE, escritor espanhol (1951-), in “Eva”, Ed. ASA, 2018

18 setembro, 2019

Pétala nº 2671

“A fama dos grandes homens devia ser sempre julgada pelos meios que usaram para obtê-la.”
FRANÇOIS DE LA ROCHEFOUCAULD, escritor francês (1613-1680)

17 setembro, 2019

Pétala nº 2670

“Gosto que faças o que os outros se limitam a sonhar.” 
ARTURO PÉREZ-REVERTE, escritor espanhol (1951-), in “Eva”, Ed. ASA, 2018

16 setembro, 2019

Pétala nº 2669

“De noite os defeitos se ocultam.”
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

15 setembro, 2019

Pétala nº 2668

“Aproximamo-nos do fim da vida – não, não da vida em si, mas de outra coisa: o fim de qualquer probabilidade de mudança nessa vida.” 
JULIAN BARNES, escritor inglês (1946-), in “O sentido do fim”, Ed. Quetzal, 2011

14 setembro, 2019

Pétala nº 2667

“A moda é uma variação tão intolerável do horror que tem de ser mudada de seis em seis meses."
OSCAR WILDE, poeta e dramaturgo irlandês (1854-1900)

13 setembro, 2019

Pétala nº 2666

“Todo o amor é simbolicamente uma viagem, e essa viagem precisa de se concretizar.” 
JULIAN BARNES, escritor inglês (1946-), in “A mesa limão”, Ed. ASA, 2008

12 setembro, 2019

Pétala nº 2665

“A verdade é um modo de estarmos bem connosco.” 
VERGÍLIO FERREIRA, escritor português (1916-1996)

11 setembro, 2019

Pétala nº 2664

“… o amor, feliz ou infeliz, é um verdadeiro desastre se nos entregarmos completamente a ele.”
JULIAN BARNES, escritor inglês (1946-), in “A mesa limão”, Ed. ASA, 2008

10 setembro, 2019

Pétala nº 2663

“A arte seria desnecessária se o mundo fosse perfeito.” 
ANDREI TARKOVSKI, cineasta russo (1932-86)

09 setembro, 2019

Pétala nº 2662

“Quando o coração se quebra, racha como madeira, a todo o comprimento da tábua.” 
JULIAN BARNES, escritor inglês (1946-), in “A mesa limão”, Ed. ASA, 2008

08 setembro, 2019

Pétala nº 2661

“Felicidade é ter boa saúde e memória fraca.”
INGRID BERGMAN, acrtriz sueca (1915-1982)

07 setembro, 2019

Pétala nº 2660

“O que podíamos construir contra o ruído do tempo? Só essa música que está dentro de nós – a música do nosso ser -, que é transformada por alguns em música real.” 
JULIAN BARNES, escritor inglês (1946-), in “O ruído do tempo”, Ed. Quetzal, 2016

06 setembro, 2019

Pétala nº 2659

“Os que merecem a punição aceitam-na com o espírito sereno.” 
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

05 setembro, 2019

Pétala nº 2658

“… silêncio, esse lugar onde as palavras se esgotam e a música começa."
JULIAN BARNES, escritor inglês (1946-), in “O ruído do tempo”, Ed. Quetzal, 2016

04 setembro, 2019

Pétala nº 2657

“Cuidar da saúde é comer o que não queremos, beber do que não gostamos e fazer o que preferiríamos dispensar.” 
MARK TWAIN, escritor norte-americano (1835-1910)

03 setembro, 2019

Pétala nº 2656

“Toda a literatura consiste num esforço para tornar a vida real.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

02 setembro, 2019

Pétala nº 2655

“A liberdade só existe quando todos os nossos actos concordam com todo o nosso pensamento.”
AGOSTINHO DA SILVA, filósofo, poeta e ensaísta português (1906-96)

01 setembro, 2019

Pétala nº 2654

“Meu coração dói-me como um corpo estranho.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

31 agosto, 2019

Pétala nº 2653

“A saúde depende mais das precauções que dos médicos”. 
JACQUES BÉNIGNE BOUSSET, padre e orador francês (1627-1704)

30 agosto, 2019

Pétala nº 2652

“… se não houvesse gente inteligente que apontasse os vários mal-estares humanos, a humanidade não dava por eles.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

29 agosto, 2019

Pétala nº 2651

“A hipocrisia, suprema perversão moral, é o charco podre e dormente que impregna a atmosfera de miasmas mortíferos e que salteia o homem no meio de paisagens ridentes."
ALEXANDRE HERCULANO, escritor português (1810-77)

28 agosto, 2019

Pétala nº 2650

“Sonhar é encontrarmo-nos.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

27 agosto, 2019

Pétala nº 2649

“Os loucos veem no impossível todos os motivos para continuar enquanto os outros veem todos os motivos para desistir.” 
PEDRO CHAGAS FREITAS, escritor português (1979-)

26 agosto, 2019

Pétala nº 2648

“Seremos incapazes de ver bem se não formos capazes de nos ver a nós mesmos.” 
EDGAR MORIN, antropólogo, sociólogo e filósofo francês (1921-), in “As grandes questões do nosso tempo”, Editorial Notícias, 1992

25 agosto, 2019

Pétala nº 2647

“Os abusos, como os dentes, nunca se arrancam sem dores.” 
MARQUÊS DE MARICÁ, filósofo e político brasileiro (1773-1848)

24 agosto, 2019

Pétala nº 2646

“Desconfiemos dos nossos olhos, embora seja só neles que podemos confiar.” 
EDGAR MORIN, antropólogo, sociólogo e filósofo francês (1921-), in “As grandes questões do nosso tempo”, Editorial Notícias, 1992

23 agosto, 2019

Pétala nº 2645

“Com paciência e perseverança, muito se alcança.” 
THÉOPHILE GAUTIER, escritor, poeta, jornalista francês (1811-1872)

22 agosto, 2019

Pétala nº 2644

“Tão supérfluo tudo” nós e o mundo e o mistérios de ambos...” 
 FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

21 agosto, 2019

Pétala nº 2643

“O amor nasce para todos, e é bom que você saiba disso.” 
PEDRO CHAGAS FREITAS, escritor português (1979-)

20 agosto, 2019

Pétala nº 2642

“O tempo deteriora a recordação.” 
EDGAR MORIN, antropólogo, sociólogo e filósofo francês (1921-), in “As grandes questões do nosso tempo”, Editorial Notícias, 1992

19 agosto, 2019

Pétala nº 2641

“A restituição do respeito é muito mais difícil do que a do dinheiro.” 
ANTÓNIO VIEIRA, padre e escritor português (1608-1697)

18 agosto, 2019

Pétala nº 2640

“Devemos desconfiar do testemunho dos «nossos olhos», porque não foram os nossos olhos que viram, foi sim o nosso espírito, por intermédio dos nossos olhos.” 
EDGAR MORIN, antropólogo, sociólogo e filósofo francês (1921-), in “As grandes questões do nosso tempo”, Editorial Notícias, 1992

17 agosto, 2019

Pétala nº 2639

“As pessoas que eu amo não são as melhores pessoas do mundo. Mas são pessoas. Basta-me isso para as poder amar.” 
PEDRO CHAGAS FREITAS, escritor português (1979-)

16 agosto, 2019

Pétala nº 2638

“A adolescência não é apenas uma rebelião contra os progenitores, é uma maturação que encontra obstáculos em tudo aquilo que fomos desde crianças, é a procura de um outro modo de ser.»
FRANCESCO ALBERONI, sociólogo e escritor italiano (1929-), in “O voo nupcial”, ed. Bertrand, 1992

15 agosto, 2019

Pétala nº 2637

“Devemos desconfiar do amor que nasce antes de criar raízes; o fogo incipiente apaga-se com pouca água.” 
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

14 agosto, 2019

Pétala nº 2636

“Nenhum ser humano sabe viver sem projectar o futuro.” 
FRANCESCO ALBERONI, sociólogo e escritor italiano (1929-), in “O voo nupcial”, ed. Bertrand, 1992

13 agosto, 2019

Pétala nº 2635

”O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta.” 
NICOLAU MAQUIAVEL, filósofo, historiador, poeta, músico e diplomata italiano (1469-1527)

12 agosto, 2019

Pétala nº 2634

“A leitura sem amor, o saber sem reverência e a cultura sem coração estão entre os piores pecados que se podem cometer contra o espírito”. 
HERMANN, HESSE escritor alemão (1877-1962), in “Uma biblioteca da literatura universal”, Ed. Cavalo de Ferro, 2018 
Prémio Nobel de Literatura, 1946

11 agosto, 2019

Pétala nº 2633

“Aquele que não tem memória arranja uma de papel.” 
GABRIEL GARCÍA MÁRQUEZ, escritor colombiano (1927-2014) 
Prémio Nobel de Literatura, 1982

10 agosto, 2019

Pétala nº 2632

“Sem a palavra, sem a escrita e sem os livros não há história, não existe a ideia de humanidade.”
HERMANN, HESSE, escritor alemão (1877-1962), in “Uma biblioteca da literatura universal”, Ed. Cavalo de Ferro, 2018
Prémio Nobel de Literatura, 1946

09 agosto, 2019

Pétala nº 2631

“Ninguém ignora que a poesia é uma solidão espantosa, uma maldição de nascença, uma doença da alma.” 
JEAN COCTEAU, poeta, romancista, cineasta, dramaturgo francês (1889-1963).


08 agosto, 2019

Pétala nº 2630

“A Decadência é a perda total da inconsciência; porque a inconsciência é o fundamento da vida.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

07 agosto, 2019

Pétala nº 2629

“Os amores perfeitos duram pouco. Os amores perfeitos são passageiros. Os eternos exigem dedicação. Exigem construção. Há que carregar muitas pedras às costas para construir um amor eterno.” 
PEDRO CHAGAS FREITAS, escritor português (1979-)

06 agosto, 2019

Pétala nº 2628

“Considero a vida uma estalagem onde tenho que me demorar até que chegue a diligência do abismo.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

05 agosto, 2019

Pétala nº 2627

“A raiva passa com o tempo.”
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

04 agosto, 2019

Pétala nº 2626

“Durmo quando sonho o que não há; vou despertar quando sonho o que pode haver.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

03 agosto, 2019

Pétala nº 2625

“A beleza é um bem frágil.”
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

02 agosto, 2019

Pétala nº 2624

“O sonho que nos promete o impossível já nisso nos priva dele, mas o sonho que nos promete o possível intromete-se com a própria vida e delega nela a sua solução.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

01 agosto, 2019

Pétala nº 2623

“A arte vence a monotonia das coisas assim como a esperança vence a monotonia dos dias.” 
G. K. CHESTERTON, escritor, poeta, filósofo, dramaturgo inglês (1874-1936)

31 julho, 2019

Pétala nº 2622

“A consciência da inconsciência da vida é o maior martírio imposto à inteligência. “ 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

30 julho, 2019

Pétala nº 2621

“Um amigo é o lugar do mundo onde as maçãs brancas são mais doces.” 
EUGÉNIO DE ANDRADE, poeta português (1923-2005)

29 julho, 2019

Pétala nº 2620

“A burocracia, apercebo-me quando viajo, não tem nação.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

28 julho, 2019

Pétala nº 2619

“O pudor só é útil se fingido; o verdadeiro é quase sempre prejudicial”. 
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

27 julho, 2019

Pétala nº 2618

“Não há ruínas mais comoventes do que os rostos.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

26 julho, 2019

Pétala nº 2617

“E que a distância não impeça o abraço…” 
PEDRO CHAGAS FREITAS, escritor português (1979-)

25 julho, 2019

Pétala nº 2616

“Ao tempo do lamento e da meditação melancólica pelo que se perdeu sucede o tempo de certeza feliz de que depois de nós virão outros, depois das nossas histórias outras histórias, depois das ruínas um novo mundo.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

24 julho, 2019

Pétala nº 2615

“A poesia nasce de uma mente serena”
OVÍDIO, poeta romano (43 a.C.–17 d.C.)

23 julho, 2019

Pétala nº 2614

“O pouco brilho da decência enquanto virtude é compreensível. Ela é uma espécie de serviços mínimos da moral.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

22 julho, 2019

Pétala nº 2613

“Querem a extinção da poesia mas ela entra por todas as janelas abertas, e sobretudo pelas fechadas.”
PEDRO CHAGAS FREITAS, escritor português (1979-)

21 julho, 2019

Pétala nº 2612

“A fotografia sugere muito mas afirma muito pouco, é evocativa mas não é narrativa, é um fragmento de vida mas não a sua explicação.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

20 julho, 2019

Pétala nº 2611

“No amor existem duas coisas: corpos e palavras.”
JOYCE CAROL OATES, escritora norte-americana (1938-)

19 julho, 2019

Pétala nº 2610

“O amor pode não resolver todos os dilemas, mas é, tal como a solidariedade, um caminho, uma estrada.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

18 julho, 2019

Pétala nº 2609

"O individualismo é uma ilusão de adolescente." 
G. K. CHESTERTON, escritor, poeta, filósofo, dramaturgo inglês (1874-1936)

17 julho, 2019

Pétala nº 2608

“Costuma dizer-se que tememos o desconhecido. Por mim, julgo que o medo surge quando um dia passamos a saber o que ainda na véspera ignorávamos.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “Almas cinzentas”, Ed. ASA, 2004

16 julho, 2019

Pétala nº 2607

“Quanto maior for a sorte, menos se deve acreditar nela.”
TITO LÍVIO, historiador romano (59 a.C. – 17 d.C.)

15 julho, 2019

Pétala nº 2606

“A decência é… a virtude indispensável ao exercício da cidadania. Onde a decência reina sobra pouco espaço para a mitologia dos homens providenciais e dos salvadores da pátria.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

14 julho, 2019

Pétala nº 2605

“Compara-se muitas vezes a crueldade dos homens à das feras, mais isso é injuriar estas últimas.” FIÓDOR DOSTOIÉVSKI, escritor russo (1821-81)

13 julho, 2019

Pétala nº 2604

“É o tempo, e não a fotografia, que conta histórias diferentes.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

12 julho, 2019

Pétala nº 2603

"Uma desventura vai sempre pisando o vestido de outra, tão próximas caminham. 
WILLIAM SHAKESPEARE, dramaturgo e poeta inglês (1564-1616)

11 julho, 2019

Pétala nº 2602

“A quem, como eu, assim, vivendo não sabe ter vida, que resta senão, como a meus poucos pares, a renúncia por modo e a contemplação por destino.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

10 julho, 2019

Pétala nº 2601

“As verdadeiras viagens são aquelas que nos entusiasmam e iniciam no regresso a nós próprios, sem o qual a viagem é só dispersão e em vez de conhecimento, um amontoar ruidoso e desconexo de experiências em vez de sabedoria.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

09 julho, 2019

Pétala nº 2600

“Todas as fotografias de infância têm um halo de perda.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

08 julho, 2019

Pétala nº 2599

“A honra é a poesia do dever.”
ALFRED DE VIGNY, poeta francês (1797-1863)

07 julho, 2019

Pétala nº 2598

“O riso nem sempre é celebração da vida.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

06 julho, 2019

Pétala nº 2597

“A vida é demasiado curta para que desperdicemos uma parte preciosa a fingirmos.” 
ALFRED DE VIGNY, poeta francês (1797-1863)

05 julho, 2019

Pétala nº 2596

“O humor pode ser uma droga que nos torna progressivamente cínicos, distantes dos outros, incapazes de um verdadeiro diálogo. A sua utilização requer parcimónia.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

04 julho, 2019

Pétala nº 2595

“A precipitação tudo destrói, porque é cega e nada prevê.” 
TITO LÍVIO, historiador romano (59 a.C. – 17 d.C.)

03 julho, 2019

Pétala nº 2594

“… não haverá ferida mais profunda do que a morte daqueles que amamos.” 
BRUNO VIEIRA AMARAL, escritor português (1978-), in “Manobras de guerrilha”, Ed. Quetzal, 2018

02 julho, 2019

Pétala nº 2593

“A tolerância é a virtude do homem sem convicções” 
G. K. CHESTERTON, escritor, poeta, filósofo, dramaturgo inglês (1874-1936)

01 julho, 2019

Pétala nº 2592

“O Paraíso é o espaço que ocupamos no coração dos outros”. 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “Teoria Geral do Esquecimento” (2012), Ed. Quetzal, 2018

30 junho, 2019

Pétala nº 2591

“Conhecerás o futuro quando ele chegar; antes disso, esquece-o.” 
ÉSQUILO, dramaturgo da Grécia Antiga (525a.C. - 456 a.C.)

29 junho, 2019

Pétala nº 2590

“É nos sonhos que tudo começa.”
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “Teoria Geral do Esquecimento” (2012), Ed. Quetzal, 2018

28 junho, 2019

Pétala nº 2589

“Se pensarmos bem, a maior parte do tempo, a nossa vida é experiência de inacabamento e incompletude, é esboço e projecto, é movimento transformante.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

27 junho, 2019

Pétala nº 2588

“Os erros nos corrigem.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “Teoria Geral do Esquecimento” (2012), Ed. Quetzal, 2018

26 junho, 2019

Pétala nº 2587

“Caminhar oferece-nos uma tranquila possibilidade de reinventar o tempo e o espaço e, com isso, experimentarmos uma alegre humildade diante do mundo.” 
DAVID LE BRETON, sociólogo, antropólogo, psicólogo francês (1953-)

25 junho, 2019

Pétala nº 2586

“A História é uma ficção controlada.” 
AGUSTINA BESSA-LUÍS, escritora portuguesa (1922-2019), in “Adivinhas de Pedro e Inês”, ed. Guimarães & Cª., 1983

24 junho, 2019

Pétala nº 2585

“O homem nasce para ao fim de algum tempo perceber que o nosso corpo não é uma morada fixa, mas uma estalagem onde só se pode permanecer por breve tempo, uma estalagem de onde é preciso sair quando percebemos que estamos a ser pesados ao estalajadeiro.” 
SÉNECA, filósofo e escritor da Roma Antiga (-4/65)

23 junho, 2019

Pétala nº 2584

“Os amantes fazem da distância tarefa criadora dos desejos.” 
AGUSTINA BESSA-LUÍS, escritora portuguesa (1922-2019), in “Adivinhas de Pedro e Inês”, ed. Guimarães & Cª., 1983

22 junho, 2019

Pétala nº 2583

“A solidão impede-nos de ver o que se passa para lá das janelas, esconde-nos a vida.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

21 junho, 2019

´Pétala nº 2582

“Há sempre a possibilidade de um escritor se tornar excessivo, esmagando o leitor com tantos e tantos pormenores que o leitor deixa de ter ar para respirar.” 
PAUL AUSTER, escritor americano (1947-), in “Experiências com a verdade” (1995), Ed. ASA, 2003

20 junho, 2019

Pétala nº 2581

“A vida é um campo minado, mal sabemos ou chegamos a saber quem somos; a memória é o único relato confiável que temos, mas ela falha e distrai-se.” 
NÉLIDA PIÑON, escritora brasileira (1937-)

19 junho, 2019

Pétala nº 2580

“Só vemos aquilo que queremos.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “Almas cinzentas”, Ed. ASA, 2004

18 junho, 2019

Pétala nº 2579

“A vida é ao mesmo tempo, e a cada instante, engraçada e trágica. Nós apenas fazemos essa distinção, comédia versus tragédia, para facilitar a categorização das coisas.” 
GEORGE SAUNDERS, escritor americano (1958-)

17 junho, 2019

Pétala nº 2578

“Para tentar compreender os homens, é preciso escavar até às raízes.” 
PHILIPPE CLAUDEL, escritor francês (1962-), in “Almas cinzentas”, Ed. ASA, 2004