16 outubro, 2018

Pétala nº 2334

“Sempre onde chego é um lugar. Mas abrigo maior não encontrei senão nas paragens da memória.”
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “Contos do nascer da terra”, Ed. Caminho, 1997

15 outubro, 2018

Pétala nº 2333

“Viver é um paradoxo.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “Barroco tropical”, Ed. Quetzal, 2018

14 outubro, 2018

Pétala nº 2332

“A fé consiste em não crer no que está a acontecer.” 
SOFOCLETO, pseudônimo de Luis Felipe Angell de Lama, humorista, escritor e poeta peruano (1926 - 2004)

13 outubro, 2018

Pétala nº 2331

“A soberba é o chapéu dos nus.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “Barroco tropical”, Ed. Quetzal, 2018

12 outubro, 2018

Pétala nº 2330

“A arte é uma manifestação do sensível.”
GUSTAVAO CIRÍACO, bailarino e coreógrafo brasileiro (1969-)

11 outubro, 2018

Pétala nº 2329

“Devíamos poder morrer temporariamente, como quem vai de férias.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “Barroco tropical”, Ed. Quetzal, 2018

10 outubro, 2018

Pétala nº 2328

“Quero ser a flor que morre antes de envelhecer.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “Contos do nascer da terra”, Ed. Caminho, 1997

09 outubro, 2018

Pétala nº 2327

“O amor é pura experiência. Só eternamente mergulhados no presente é que amamos.” 
GUSTAVO CIRÍACO, bailarino/coreógrafo brasileiro (1969-)

08 outubro, 2018

Pétala nº 2326

“A cozinha é onde se fabrica a inteira casa.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “Contos do nascer da terra”, Ed. Caminho, 1997

07 outubro, 2018

Pétala nº 2325

“Não há dia nenhum em que a vida não me atinja.” 
NÉLIDA PIÑON, escritora brasileira (1937-)

06 outubro, 2018

Pétala nº 2324

“O que eu mais adoro ouvir é o silêncio”
ROSE TREMAIN, escritora inglesa (1943-), in “Transgressão”, Porto Ed., 2011

05 outubro, 2018

Pétala nº 2323

“A crueldade tem coração humano; a inveja, cara humana; o terror, corpo humano, e os segredos, a roupagem dos humanos.” 
WILLIAM BLAKE, poeta e pintor inglês (1757-1827)

04 outubro, 2018

Pétala nº 2322

“A idade chega em curtos momentos de nostalgia, e entre esses momentos há uma espécie de pausa.”
ROSE TREMAIN, escritora inglesa (1943-), in “Transgressão”, Porto Ed., 2011

03 outubro, 2018

Pétala nº 2321

“Uma pitada de poesia é suficiente para perfumar um século inteiro.” 
JOSÉ SARAMAGO, escritor português (1922-2010) 
Prémio Nobel de Literatura, 1998

02 outubro, 2018

Pétala nº 2320

“Na pintura – e talvez em todas as formas de arte –, o sucesso leva ao sucesso, enquanto o fracasso nos atira para os braços de mais fracassos." 
ROSE TREMAIN, escritora inglesa (1943-), in “Transgressão”, Porto Ed., 2011

01 outubro, 2018

Pétala nº 2319

“A arte deve ser deixada livre para fluir.” 
GUSTAVO CIRÍACO, bailarino/coreógrafo brasileiro (1969-)

30 setembro, 2018

Pétala nº 2318

“A Vida é um jogo… um jogo que se joga segundo as regras.” 
J. D. SALINGER, escritor americano (1919-2010), in “À espera no centeio”, Ed. Quetzal, 2015

29 setembro, 2018

Pétala nº 2317

“A vida não é triste; tem horas tristes.” 
ROMAIN ROLLAND, novelista e compositor francês (1866-1944)

28 setembro, 2018

Pétala nº 2316

“Família é assim mesmo, ora nos abraçam, ora nos batem com o cinto, tudo por amor.” 
DAVID GROSSMAN, escritor israelita (1954-), in “Um cavalo entra num bar”, Ed. Dom Quixote, 2018

27 setembro, 2018

Pétala nº 2315

“Não há desgraças para os corações débeis. A desgraça requer um coração forte.” 
FIÓDOR DOSTOIÉVSKI, escritor russo (1821-81)

26 setembro, 2018

Pétala nº 2314

“… todos vivemos pouco tempo, e devemos tornar esse tempo o mais agradável possível."
DAVID GROSSMAN, escritor israelita (1954-), in “Um cavalo entra num bar”, Ed. Dom Quixote, 2018

25 setembro, 2018

Pétala nº 2313

“Não abandones as tuas ilusões. Sem elas podes continuar a existir, mas deixas de viver.” 
MARK TWAIN, escritor norte-americano (1835-1910)

24 setembro, 2018

Pétala nº 2312

“Ter emoções de chita, ou de seda, ou de brocado! Ter emoções descritíveis assim! Ter emoções descritíveis!” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

23 setembro, 2018

Pétala nº 2311

"A arte não é um trabalho manual, ela é a transmissão de sentimentos que o artista experimentou."
LIEV TOLSTÓI, escritor russo (1828-1910)

22 setembro, 2018

Pétala nº 2310

“Vivemos na ilusão da repetição, como o dia se levanta e se deita.” 
YASMINA REZA, escritora francesa (1959-), in “Felizes os felizes”, Ed. Quetzal, 2014

21 setembro, 2018

Pétala nº 2309

“A ciência sem a religião é coxa; a religião sem a ciência é cega.” 
ALBERT EINSTEIN, físico alemão (1879-1955)

20 setembro, 2018

Pétala nº 2308

“Os sentimentos são mutáveis e mortais. Como todas as coisas na Terra.” 
YASMINA REZA, escritora francesa (1959-), in “Felizes os felizes”, Ed. Quetzal, 2014

19 setembro, 2018

Pétala nº 2307

“O trabalho não pode ser uma lei sem que seja um direito.” 
VICTOR HUGO, escritor francês (1802-1885)

18 setembro, 2018

Pétala nº 2306

“Tudo o que está sob os nossos olhos é já passado." 
YASMINA REZA, escritora francesa (1959-), in “Felizes os felizes”, Ed. Quetzal, 2014

17 setembro, 2018

Pétala nº 2305

“Ter fé é muito simples. Difícil é acreditar nela.” 
SOFOCLETO, pseudônimo de Luis Felipe Angell de Lama, humorista, escritor e poeta peruano (1926 - 2004)

16 setembro, 2018

Pétala nº 2304

“- Dói-te alguma coisa?
- Dói-me a vida, doutor (…)
- E o que fazes quando te assaltam essas dores?
- O que de melhor sei fazer, excelência.
- E o que é?
- É sonhar.”
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

15 setembro, 2018

Pétala nº 2303

“Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar.” 
ABRAHAM LINCOLN, Presidente dos Estados Unidos da América (1809-65)

14 setembro, 2018

Pétala nº 2302

“Cozinhar não é serviço (…) cozinhar é um modo de amar os outros.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

13 setembro, 2018

Pétala nº 2301

“O nacionalismo é uma doença infantil; é o sarampo da humanidade.”
ALBERT EINSTEIN, físico alemão (1879-1955)

12 setembro, 2018

Pétala nº 2300

“Cozinhar é o mais privado e arriscado acto. No alimento se coloca ternura ou ódio.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

11 setembro, 2018

Pétala nº 2299

“A sabedoria serve de freio à juventude, de consolo aos velhos, de riqueza aos pobres e de ornamento aos ricos.” 
DIÓGENES, filósofo da Grécia Antiga (412-323 a.C.)

10 setembro, 2018

Pétala nº 2298

“A vida é um colar.”
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

09 setembro, 2018

Pétala nº 2297

“O poder atrai os corruptos. Suspeitai de todos os que o procuram.” 
FRANK HERBERT, escritor e jornalista norte-americano (1920-1986)

08 setembro, 2018

Pétala nº 2296

“A vida tem os seus secretos correios…” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

07 setembro, 2018

Pétala nº 2295

“Tudo é menos que o vento.” 
CECÍLIA MEIRELES, jornalista, escritora e professora brasileira (1901-64)

06 setembro, 2018

Pétala nº 2294

“Verdade é luxo de rico. A nós, menores de existência, resta-nos a mentira.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

05 setembro, 2018

Pétala nº 2293

“Viver não é uma coisa boa em si mesma, mas sim viver bem.” 
SÉNECA, filósofo e escritor da Roma Antiga (-4/65)

04 setembro, 2018

Pétala nº 2292

“Onde nada se passa, tudo pode acontecer.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

03 setembro, 2018

Pétala nº 2291

“… há muitas coisas piores que o fracasso. E não raro uma delas é o que vem unanimemente considerado como êxito.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

02 setembro, 2018

Pétala nº 2290

“…os tempos de hoje são lixívia, descolorindo os encantos.” 
MIA COUTO, escritor moçambicano (1955-), in “O fio das missangas”, Ed. Caminho, 2004

01 setembro, 2018

Pétala nº 2289

“Tenta outra vez. Fracassa outra vez. Fracassa melhor.” 
SAMUEL BECKETT, dramaturgo e escritor irlandês (1906-89)

31 agosto, 2018

Pétala nº 2288

“Só se tem um futuro quando não se tem um presente, e quem tem um presente não se lembra sequer de pensar num futuro.” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

30 agosto, 2018

Pétala nº 2287

“Ter fé é muito simples. Difícil é acreditar nela.” 
SOFOCLETO, pseudônimo de Luis Felipe Angell de Lama, humorista, escritor e poeta peruano (1926 - 2004)

29 agosto, 2018

Pétala nº 2286

“A infelicidade faz de nós melhores homens.” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

28 agosto, 2018

Pétala nº 2285

“As crianças são os únicos seres divinos que a nossa pobre humanidade conhece. Os outros anjos, os das asas, nunca aparecem.” 
EÇA DE QUEIRÓS, escritor português (1845-1900)

27 agosto, 2018

Pétala nº 2284

“Aprender, aprender sempre, não interessa o quê!” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

26 agosto, 2018

Pétala nº 2283

“A verdade de um homem é em primeiro lugar aquilo que ele esconde.” 
ANDRÉ MALRAUX, escritor francês (1901-76)

25 agosto, 2018

Pétala nº 2282

“Vale a pena ser pobre em nome da liberdade.” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

24 agosto, 2018

Pétala nº 2281

“Elogio: um empréstimo que rende juros.” 
AMBROSE BIERCE, escritor e jornalista norte-americano (1842-1914)

23 agosto, 2018

Pétala nº 2280

“Quem exerce influência tem ao mesmo tempo o condão de se deixar influenciar de maneira imperceptível por quem é influenciado.” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

22 agosto, 2018

Pétala nº 2279

“Uma viagem é como o casamento. A melhor maneira de nos enganarmos é pensar que temos tudo sob controlo.” 
JOHN STEINBECK, escritor americano (1902-68) 
Prémio Nobel de Literatura, 1962

21 agosto, 2018

Pétala nº 2278

“Quando pensamos no futuro também estamos a sonhar.” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

20 agosto, 2018

Pétala nº 2277

“Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o facto de saber pouco.” 
FRANCIS BACON, filósofo inglês (1561-1626)

19 agosto, 2018

Pétala nº 2276

“Não sou mais do que alguém que escuta e espera, nisso porém sou exímio, pois aprendi a sonhar enquanto espero.” 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

18 agosto, 2018

Pétala nº 2275

“A esperança perdeu presença no espaço público e no pensamento contemporâneo.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, presbítero e poeta português (1965-)

17 agosto, 2018

Pétala nº 2274

“Quanto mais se avança na idade, mais brandamente se vive." 
ROBERT WALSER, escritor suíço (1878-1956), in “Os irmãos Tanner”, Ed. Relógio d’Água, 2009

16 agosto, 2018

Pétala nº 2273

“Em tempo de revolução, cuidado com a primeira cabeça que rola. Ela abre o apetite ao povo.”
VICTOR HUGO, poeta e estadista francês (1802-85)

15 agosto, 2018

Pétala nº 2272

“Em sonhos consegui tudo.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

14 agosto, 2018

Pétala nº 2271

“Um disparate pode ser repetido por um milhão de pessoas que continuará a ser um disparate.”
ANATOLE FRANCE, escritor francês (1844-1924)

13 agosto, 2018

Pétala nº 2270

“Tenho sonhado muito. Estou cansado de ter sonhado, porém não cansado de sonhar.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

12 agosto, 2018

Pétala nº 2269

“Um povo que valoriza os seus privilégios acima dos seus princípios cedo perde os dois.” 
DWIGHT DAVID EISENHOWER, antigo Presidente dos Estados Unidos (1890-1969)

11 agosto, 2018

Pétala nº 2268

“Todos nós sabemos que morremos; todos nós sentimos que não morreremos. 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

10 agosto, 2018

Pétala nº 2267

“Há algo maior que o poder, a justiça.” 
ANDRÉ MALRAUX, escritor francês (1901-76)

09 agosto, 2018

Pétala nº 2266

“Entre mim e a vida há um vidro ténue. Por mais nitidamente que eu veja e compreenda a vida, eu não lhe posso tocar.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

08 agosto, 2018

Pétala nº 2265

“Na vida, nunca se deveria cometer duas vezes o mesmo erro. Há bastante por onde escolher.”
BERTRAND RUSSELL, filósofo inglês (1872-1970)

07 agosto, 2018

Pétala nº 2264

“Os compradores de coisas inúteis sempre são mais sábios do que julgam – compram pequenos sonhos.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

06 agosto, 2018

Pétala nº 2263

“A guerra é um massacre entre pessoas que não se conhecem para proveito de pessoas que se conhecem mas não se massacram.” 
PAUL VALÉRY, poeta francês (1871-1945)

05 agosto, 2018

Pétala nº 2262

“Tudo me cansa, mesmo o que me não cansa. A minha alegria é tão dolorosa como a minha dor.” FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014


04 agosto, 2018

Pétala nº 2261

“Como é possível esperar que a humanidade ouça conselhos se nem sequer ouve as advertências?”
JONATHAN SWIFT, escritor, poeta, político e clérigo anglo-irlandês (1667-1745)

03 agosto, 2018

Pétala nº 2260

“Aprende a desligar as ideias de voluptuosidade e de prazer. Aprende a gozar em tudo, não o que ele é, mas as ideias e os sonhos que provoca. Porque nada é o que é, e os sonhos sempre são os sonhos.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

02 agosto, 2018

Pétala nº 2259

“A educação é uma coisa admirável, mas é bom recordar que nada do que vale a pena saber pode ser ensinado.” 
OSCAR WILDE, poeta e dramaturgo irlandês (1854-1900)

01 agosto, 2018

Pétala nº 2258

“Os acontecimentos graves, felizes ou infelizes, não alteram a alma de um homem.” 
IRÈNE NÉMIROWSCKY, escritora ucraniana de origem judaica (1903-42), in “Suite francesa”, Ed. Dom Quixote, 2005

31 julho, 2018

Pétala nº 2257

“A soberba nunca desce de onde sobe, mas cai sempre de onde subiu.” 
FRANCISCO QUEVEDO, escritor espanhol (1580-1645)

30 julho, 2018

Pétala nº 2256

“O passado, quando ressurge na vida de um homem, nunca o faz sob as feições de um só rosto, mas delega toda uma cadeia de amigos, de amores, de remorsos esquecidos.” 
IRÈNE NÉMIROWSCKY, escritora ucraniana de origem judaica (1903-42), in “O senhor das almas”, Ed. Dom Quixote, 2008

29 julho, 2018

Pétala nº 2255

“O grande problema do nosso sistema democrático é que permite fazer coisas nada democráticas democraticamente.” 
JOSÉ SARAMAGO, escritor português (1922-2010) 
Prémio Nobel da Literatura, 1998

28 julho, 2018

Pétala nº 2254

“Alguém disse que não se imagina às cegas, mas isso é ignorância.” 
JOÃO PINTO COELHO, arquitecto, professor de Artes Visuais e escritor português (1967-), in “Os loucos da Rua Mazur”, Ed. Leya, 2017

27 julho, 2018

Pétala nº 2253

“É pelo trabalho que a mulher vem diminuindo a distância que a separava do homem.” 
SIMONE DE BEAUVOIR, escritora e feminista francesa (1908-86)

26 julho, 2018

Pétala nº 2252

“Não há nada mais verdadeiro do que o agora.” 
JOÃO PINTO COELHO, arquitecto, professor de Artes Visuais e escritor português (1967-), in “Os loucos da rua Mazur”, Ed. Leya, 2017

25 julho, 2018

Pétala nº 2251

“Não está em causa para nenhum de nós, a não ser que se seja megalómano, querer salvar a humanidade.” 
ANTÓNIO GUTERRES, engenheiro e político português, nono secretário-geral da Organização das Nações Unidas (1949-).”

24 julho, 2018

Pétala nº 2250

“Que interessa o que pensei? No fim, só conta aquilo que fazemos.” 
JOÃO PINTO COELHO, arquitecto, professor de Artes Visuais e escritor português (1967-), in “Os loucos da Rua Mazur”, Ed. Leya, 2017

23 julho, 2018

Pétala nº 2249

“A música clássica do amor é em tom maior, a romântica em tom menor."
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

22 julho, 2018

Pétala nº 2248

“A memória é uma paisagem contemplada de um comboio em movimento.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

21 julho, 2018

Pétala nº 2247

“O que há de mais belo na nossa vida é o sentimento do mistério. É este sentimento fundamental que se detém junto ao berço da verdadeira arte e da ciência.” 
ALBERT EINSTEIN, físico alemão (1879-1955)

20 julho, 2018

Pétala nº 2246

“Os melhores retratos não são aqueles que conseguem resumir uma personalidade, são aqueles que resumem uma época.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

19 julho, 2018

Pétala nº 2245

“Uma certa medida de orgulho é um ingrediente útil do génio.”
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

18 julho, 2018

Pétala nº 2244

“Nada parece verdadeiro que não possa parecer falso.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

17 julho, 2018

Pétala nº 2243

“Lerás bem quando leres o que não existe entre uma página e outra da mesma folha.” 
AGOSTINHO DA SILVA , filósofo e ensaísta português (1906-96)

16 julho, 2018

Pétala nº 2242

“Abomino a mentira porque é uma inexactidão.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

15 julho, 2018

Pétala nº 2241

"A oração torna os nossos corações transparentes e só um coração transparente pode escutar Deus!"
MADRE TERESA DE CALCUTÁ, missionária católica de etnia albanesa (1910-97) 
Prémio Nobel da Paz, 1979

14 julho, 2018

Pétala nº 2240

“Somos felizes durante os breves instantes em que fechamos os olhos.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

13 julho, 2018

Pétala nº 2239

“A moda é aquilo que os designers oferecem quatro vezes por ano. O estilo é aquilo que escolhes usar.” 
LAUREN HUTTON, actriz e modelo norte-americana ( 1943-)

12 julho, 2018

Pétala nº 2238

“A realidade fere, mesmo quando, por instantes, nos parece um sonho.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

11 julho, 2018

Pétala nº 2237

“Não há nenhum pecado, excepto a estupidez”.
OSCAR WILDE, poeta e dramaturgo irlandês (1854-1900)

10 julho, 2018

Pétala nº 2236

“A realidade é dolorosa e imperfeita.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

09 julho, 2018

Pétala nº 2235

“Quando eu era jovem, pensava que o dinheiro era a coisa mais importante do mundo. Hoje tenho a certeza.” 
OSCAR WILDE, poeta e dramaturgo irlandês (1854-1900)

08 julho, 2018

Pétala nº 2234

“A minha infância está cheia de bons sabores. Cheira bem a minha infância!" 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

07 julho, 2018

Pétala nº 2233

“O carácter é o que mais difícil se torna de conhecer no homem, porque depende de acasos que no-lo revelem.” 
CONDESSA DIANE, escritora francesa (1829-99)

06 julho, 2018

Pétala nº 2232

“Deus deu-nos os sonhos para que possamos espreitar o outro lado.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

05 julho, 2018

Pétala nº 2231

“Antigamente havia
a casa de estar
e a casa de jantar
e havia fome
como hoje” 
ADÍLIA LOPES, poetisa portuguesa (1960-), in “Estar em casa”, Ed. Assírio & Alvim, 2018

04 julho, 2018

Pétala nº 2230

“A literatura é a maneira que um verdadeiro mentiroso tem para se fazer aceitar socialmente.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

03 julho, 2018

Pétala nº 2229

“Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo; a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará jamais.” 
MÁRIO QUINTANA, poeta brasileiro (1906-94)

02 julho, 2018

Pétala nº 2228

“Ao chegarmos a velhos apenas nos resta a certeza de que em breve seremos ainda mais velhos.”
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

01 julho, 2018

Pétala nº 2227

“A pintura ensinou a literatura a descrever.”
ORHAN PAMUK, escritor turco (1952-) 
Prémio Nobel de Literatura 2006

30 junho, 2018

Pétala nº 2226

“O passado costuma ser estável, está sempre lá, belo ou terrível, e lá ficará para sempre.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

29 junho, 2018

Pétala nº 2225

“O tempo é o nosso maior património.” 
MIGUEL ESTEVES CARDOSO, jornalista e escritor português (1955-)

28 junho, 2018

Pétala nº 2224

“A felicidade é quase sempre uma irresponsabilidade.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O vendedor de passados”, Ed. Quetzal, 2017

27 junho, 2018

Pétala nº 2223

“Se quiseres poder suportar a vida, fica pronto para aceitar a morte.” 
SIGMUND FREUD, médico inglês, fundador da psicanálise (1856-1939)

26 junho, 2018

Pétala nº 2222

“Dói-me na alma um excesso de passado e de vazio.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

25 junho, 2018

Pétala nº 2221

“O ciumento é um mártir que martiriza.”
CONDESSA DIANE, escritora francesa (1829-99)

24 junho, 2018

Pétala nº 2220

“Preciso de cismar.”
ADÍLIA LOPES, poetisa portuguesa (1960-), in “Estar em casa”, Ed. Assírio & Alvim, 2018

23 junho, 2018

Pétala nº 2219

“Gentileza nunca é forçada, é espontânea ou não é, não pode ser explicada, não pode ser cobrada.”
FABRÍCIO CARPINEJAR, poeta e jornalista brasileiro (1972-)

22 junho, 2018

Pétala nº 2218

“Literatura pode ser ternura, carinho. Textos pesados, muito negros, podem ser literatura ou podem ser uma treta, uma grande treta.” 
ADÍLIA LOPES, poetisa portuguesa (1960-), in “Estar em casa”, Ed. Assírio & Alvim, 2018

21 junho, 2018

Pétala nº 2217

“Todo o crime é vulgar, exactamente como toda a vulgaridade é um crime.” 
OSCAR WILDE, poeta e dramaturgo irlandês (1854-1900)

20 junho, 2018

Pétala nº 2216

"Só gosto das pessoas boas 
quero lá saber que sejam inteligentes artistas sexy 
sei lá o quê 
se não são boas pessoas
não prestam"
ADÍLIA LOPES, poetisa portuguesa (1960-), in “Estar em casa”, Ed. Assírio & Alvim, 2018

19 junho, 2018

Pétala nº 2215

“O presente impõe formas. Sair dessa esfera e produzir outras formas constitui a criatividade.” 
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

18 junho, 2018

Pétala nº 2214

"No gato no cão no periquito acredito em pessoas não acredito" 
ADÍLIA LOPES, poetisa portuguesa (1960-), in “Estar em casa”, Ed. Assírio & Alvim, 2018

17 junho, 2018

Pétala nº 2213

“O fatalismo é sempre uma doença do pensamento ou uma fraqueza da vontade.” 
PAOLO MANTEGAZZA, neurologista, fisiologista e antropólogo italiano (1831-1910)

16 junho, 2018

Pétala nº 2212

“… na arte tudo se joga na distância que vai de algo que nos parece bonito a algo que nos cativa… as variáveis que modificam essa perceção podem e costumam ser as mais insignificantes.” 
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

15 junho, 2018

Pétala nº 2211

“A velhice é um estado de repouso e de liberdade no que respeita aos sentidos.” 
PLATÃO, filósofo da Grécia Antiga (-428/-348)

14 junho, 2018

Pétala nº 2210

“… as pequenas alegrias da minha vida têm sempre um pé fora da realidade.” 
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

13 junho, 2018

Pétala nº 2209

“Nada é tão contagiante como o entusiasmo.” 
EDWARD BULWER-LYTTON, escritor, romancista, poeta, dramaturgo e político inglês (1803-1873)

12 junho, 2018

Pétala nº 2208

“Quanto mais perfeito é o artista, mais completamente separados estarão nele o homem que sofre e o espírito que cria.”
T. S. ELLIOT, poeta americano (1888-1965) citado por MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018 Prémio Nobel de Literatura, 1948

11 junho, 2018

Pétala nº 2207

“A poesia tem ligação secreta com o sofrimento do homem”.
PABLO NERUDA, poeta chileno (1904-73) 
Prémio Nobel de Literatura, 1871

10 junho, 2018

Pétala nº 2206

“No que diz respeito aos homens, são mais perversas as virtudes do que os vícios.” 
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

09 junho, 2018

Pétala nº 2205

“A gratidão é um fruto de grande cultura; não se encontra entre gente vulgar.” 
SAMUEL JOHNSON, escritor e pensador inglês (1709-1784

08 junho, 2018

Pétala nº 2204

“Voar é a única maneira de ver o mundo.” 
BUZZ ALDRIN, astronauta norte-americano (1930-) citado por MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

07 junho, 2018

Pétala nº 2203

“Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor! Enquanto a violência é praticada em plena luz do dia.” 
JOHN LENNON, cantor e compositor britânico (1940-1980)

06 junho, 2018

Pétala nº 2202

“Mal administrada, a história da arte pode ser letal como a estricnina.”
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

05 junho, 2018

Pétala nº 2201

“O passado, tal como o futuro, é indefinido e existe apenas como um espectro de possibilidades.”
STEPHEN HAWKING, físico e cosmólogo britânico (1942-2018)

04 junho, 2018

Pétala nº 2200

“… ninguém se interessa com felicidade alheia” 
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

03 junho, 2018

Pétalanº 2199

“Deus silencioso, fala-nos!” 
JULES RENARD, escritor francês (1864-1910) citado por MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

02 junho, 2018

Pétala nº 2198

“Não se pode conseguir uma paz verdadeira se se basear a conduta na eventualidade dum conflito.” 
ALBERT EINSTEIN, físico alemão (1879-1955)

01 junho, 2018

Pétala nº 2197

“Escrever para alguém é como escrever a alguém. Sentes-te imediatamente obrigado a mentir.” 
JULES RENARD, escritor francês (1864-1910) citado por MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

31 maio, 2018

Pétala nº 2196

“A esperança é uma droga alucinogéna.” 
RUBEM ALVES, teólogo, pedagogo, poeta e filósofo brasileiro (1933-2014)

30 maio, 2018

Pétala nº 2195

“Que monótona seria a neve se Deus não tivesse criado os corvos.” 
JULES RENARD, escritor francês (1864-1910) citado por MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018


29 maio, 2018

Pétala nº 2194

“O pavor da solidão é maior que o medo da escravidão: por isso nos casamos.” 
CYRIL CONNOLY, romancista inglês (1903-74)

28 maio, 2018

Pétala nº 2193

"Nunca tive uma crise religiosa porque nunca acreditei”. 
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

27 maio, 2018

Pétala nº 2192

“O presente impõe formas. Sair dessa esfera e produzir outras formas constitui a criatividade.”
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

26 maio, 2018

Pétala nº 2191

“O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

25 maio, 2018

Pétala nº 2190

“A gratidão da maioria dos homens não passa de um desejo secreto de receber maiores favores.” 
LA ROCHEFOUCAULD, escritor francês (1613-1680)

24 maio, 2018

Pétala nº 2189

“A minha vida é como se me batessem com ela.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

23 maio, 2018

Pétala nº 2188

“Prefiro o sonho à ilusão; no sonho sabe-se que temos os olhos fechados; na ilusão julgamos tê-los abertos.” 
CONDESSA DIANE, escritora francesa (1829-99)

22 maio, 2018

Pétala nº 2187

“Minha alma é uma orquestra oculta, não sei que instrumentos tangem e rangem, cordas e harpas, timbales e tambores, dentro de mim. Só me conheço como sinfonia."
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

21 maio, 2018

Pétala nº 2186

“Se o tempo envelhecer o seu corpo, mas não envelhecer a sua emoção, você será sempre feliz.”
AUGUSTO CURY, médico psiquiatra, professor e escritor brasileiro (1958-)

20 maio, 2018

Pétala nº 2185

“O calor como uma roupa invisível, dá vontade de o tirar.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

19 maio, 2018

Pétala nº 2184

“Quando se planta cuidado, colhe-se gratidão”. 
CHARLIE CHAPLIN, comediante britânico (1889-1977)

18 maio, 2018

Pétala nº 2183

“Sofro de não sofrer, de não saber sofrer.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

17 maio, 2018

Pétala nº 2182

“A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.” 
RUBEM ALVES, teólogo, pedagogo, poeta e filósofo brasileiro (1933-2014)

16 maio, 2018

Pétala nº 2181

“A morte? Mas a morte está dentro da vida. Morro totalmente? Não sei da vida. Sobrevivo-me? Continuo a viver.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

15 maio, 2018

Pétala nº 2180

“A música clássica do amor é em tom maior, a romântica em tom menor.” 
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

14 maio, 2018

Pétala nº 2179

“Hesito em tudo, muitas vezes sem saber porquê.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

13 maio, 2018

Pétala nº 2178

"Uma bela velhice é, comumente, recompensa de uma bela vida." 
PITÁGORAS, matemático da Grécia-Antiga (582-497 a.C.)

12 maio, 2018

Pétala nº 2177

“Uma alma não tem corpo, então como é que pode estar a olhar para nós?” 
HAN KANG, escritora sul-coreana (1970-), in “Atos humanos”, Ed. D. Quixote, 2017

11 maio, 2018

Pétala nº 2176

“Falhei em tudo. Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935)

10 maio, 2018

Pétala nº 2175

“Há homens que se vangloriam de conhecer as mulheres. Esses são quase sempre os mais ignorantes. Quem fala não sabe, quem sabe não fala».” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

09 maio, 2018

Pétala nº 2174

“A vida não é a cápsula que nos mantém intactos, como nós pensamos: a vida é troca, permuta, escâmbio, mutuação, transação, transferência e metamorfose.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, presbítero e poeta português (1965-)

08 maio, 2018

Pétala nº 2173

“… a maior parte dos homens receia as mulheres inteligentes.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017


07 maio, 2018

Pétala nº 2172

“Viver é algo tão espantoso que sobra pouco tempo para qualquer outra coisa.” 
EMILY DICKINSON, poetisa norte-americana (1830-86)

06 maio, 2018

Pétala nº 2171

“As principais vítimas das mulheres são realmente as outras mulheres.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

05 maio, 2018

Pétala nº 2170

“Podemos imaginar tudo do que nada sabemos.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935)

04 maio, 2018

Pétala nº 2169

"A crueldade feminina fascina os homens.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

03 maio, 2018

Pétala nº 2168

“É fundamental arrumar o passado para viver melhor o presente e olhar em frente. Eu não sou de onde venho, sou para onde vou e não tenho saudades de mim mesmo.” 
TOZÉ BRITO (António José Correia de Brito), cantor, letrista, compositor português (1951-)

02 maio, 2018

Pétala nº 2167

“Viver num mundo como este, virado do avesso, não exige apenas enorme coragem; requer, sobretudo, inesgotável paciência e uma lucidez inabalável.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

01 maio, 2018

Pétala nº 2166

“A política é constituída por homens sem ideias e sem grandeza.”
ALBERT CAMUS, escritor e filósofo (1913-1960) 
Prémio Nobel de Literatura, 1957

30 abril, 2018

Pétala nº 2165

“É muito mais fácil… lembrar sentimentos do que rostos." 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

29 abril, 2018

Pétala nº 2164

"O sofrimento é o melhor remédio para acordar o espírito." 
EMILE ZOLA, escritor francês (1840-1902)

28 abril, 2018

Pétala nº 2163

“A indignação é um purgante do espírito”. 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

27 abril, 2018

Pétala nº 2162

"A tragédia da velhice consiste não no facto de sermos velhos, mas sim no facto de ainda nos sentirmos jovens." 
OSCAR WILDE, escritor irlandês (1854-1900)

26 abril, 2018

Pétala nº 2161

“O futuro, por vezes, dá-me saudades do passado.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017


25 abril, 2018

Pétala nº 2160

“Uma injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça em todos os lugares.”
MARTIN LUTHER KING, activista político norte-americano (1929-68)