29 fevereiro, 2016

Pétala nº 1374

“Uma única vida é pouco. Para se fazer aquilo que se sabe, se pode, se quer e se deve fazer é preciso deixar muitas outras coisas para trás.” 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

28 fevereiro, 2016

Pétala nº 1373

“Conhecer um homem e conhecer o que tem dentro da cabeça são assuntos diferentes.” 

Ernest Hemingway, escritor norte-americano (1899-1961) 
Prémio Nobel de Literatura, 1954

27 fevereiro, 2016

Pétala nº 1372

“Confiamos demasiado na nossa memória. Confiamos demasiado em papéis escritos e em cicatrizes.” 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

26 fevereiro, 2016

Pétala nº 1371

“A coragem é a primeira das qualidades humanas, porque garante todas as outras.” 

Aristóteles, filósofo da Grécia Antiga (-384/-322)

25 fevereiro, 2016

Pétala nº 1370

“Assistirmos ao sofrimentos do nosso filho é estarmos em carne viva por dentro, é não termos pele, é um incêndio a arder no mundo inteiro, mesmo no mundo inteiro.” 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

24 fevereiro, 2016

Pétala nº 1369

“Assim como lavamos o corpo devíamos lavar o destino, mudar de vida como mudamos de roupa.”

Fernando Pessoa, poeta português (1888-1935)

23 fevereiro, 2016

Pétala nº 1368

“Aquilo em que queremos acreditar corre no nosso sangue, é o nosso sangue”. 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

22 fevereiro, 2016

Pétala nº 1367

"A arte é a objectivação do sentimento"

Hermann Melville, escritor poeta e ensaísta  pintor norte-americano (1819-91)

21 fevereiro, 2016

Pétala nº 1366

“Só temos uma única vida. E foi-nos dado um corpo sem respostas.” 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

20 fevereiro, 2016

Pétala nº 1365

“Não é a resposta que nos ilumina, mas sim a pergunta.” 

 Eugène Ionesco, dramaturgo romeno (1912-94)

19 fevereiro, 2016

Pétala nº 1364

“… somos todos iguais na fragilidade com que percebemos que temos um corpo e ilusões.” 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

18 fevereiro, 2016

Pétala nº 1363

“Não basta apenas soerguer os fracos; devemos ampará-los depois.” 

William Shakespeare, dramaturgo e poeta inglês (1564-1616)

17 fevereiro, 2016

Pétala nº 1362

“Um dos defeitos do medo é perturbar os sentidos e fazer com que as coisas não pareçam o que são."

Miguel de Cervantes, escritor espanhol (1547-1616)

16 fevereiro, 2016

Pétala nº 1361

“Ser pai não é apenas saber, ser pai é compreender.” 

José Luís Peixoto, escritor português (1974-), in “Abraço”, Ed. Quetzal, 2011

15 fevereiro, 2016

Pétala nº 1360

“O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflecte.” 

Aristóteles, filósofo da Grécia Antiga (-384/-322)

14 fevereiro, 2016

Pétala nº 1359

“Não há nada que alimente tanto a paixão como a sensação.”

Rosa Montero, escritora espanhola (1951-) in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

13 fevereiro, 2016

Pétala nº 1358

“Saber não ter ilusões é absolutamente necessário para se poder ter sonhos.” 

 Fernando Pessoa, poeta português (1888-1935)

12 fevereiro, 2016

Pétala nº 1357

“Morrer faz parte da vida, não da morte; é preciso viver a morte.” 

Iona Heath, médica inglesa, citada por Rosa Montero, in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

11 fevereiro, 2016

Pétala nº 1356

“Num mundo culto temos uma conduta florida, e num mundo inculto temos discursos floridos.”

Confúcio, sábio chinês (-551/-479)

10 fevereiro, 2016

Pétala nº 1355

“… biografias: são cartas de navegação da existência que nos avisam dos escolhos e dos baixios que nos esperam.” 

Rosa Montero, escritora espanhola (1951-) in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

09 fevereiro, 2016

Pétala nº 1354

“É preciso ter dúvidas. Só os estúpidos têm uma confiança absoluta em si mesmos.” 

Orson Wells, cineasta norte-americano (1915-85)

08 fevereiro, 2016

Pétala nº 1353

“Saber ser feliz é uma sabedoria complicada. Há gente que nunca chega a possuí-la”. 

Rosa Montero, escritora espanhola (1951-) in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

07 fevereiro, 2016

Pétala nº 1352

“O inferno são os outros.”

Jean-Paul Sartre, filósofo francês (1905-80)

06 fevereiro, 2016

Pétala nº 1351

“A vida é o que nos acontece enquanto estamos ocupados com outra coisa.” 

Rosa Montero, escritora espanhola (1951-) in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

05 fevereiro, 2016

Pétala nº 1350

“Temos de desconfiar um do outro. É a nossa única defesa contra a traição.” 

Tennessee Williams, dramaturgo norte-americano (1911-83)

04 fevereiro, 2016

Pétala nº 1349

“… a velhice é uma idade heroica.” 

Rosa Montero, escritora espanhola (1951-) in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

03 fevereiro, 2016

Pétala nº 1348

“A história é uma mediação entre o passado e o presente num círculo hermenêutico.” 

Paul Ricoeur, filósofo francês (1913-2005)

02 fevereiro, 2016

Pétala nº 1347

“Quando nos libertamos da ilusão da nossa própria importância, tudo mete menos medo.” 

Rosa Montero, escritora espanhola (1951-) in “A ridícula ideia de não voltar a ver-te”, Porto Editora, 2015

01 fevereiro, 2016

Pétala nº 1346

“Ao examinarmos os erros de um homem, conhecemos o seu carácter.” 

 Confúcio, sábio chinês (-551/-479)