31 maio, 2018

Pétala nº 2196

“A esperança é uma droga alucinogéna.” 
RUBEM ALVES, teólogo, pedagogo, poeta e filósofo brasileiro (1933-2014)

30 maio, 2018

Pétala nº 2195

“Que monótona seria a neve se Deus não tivesse criado os corvos.” 
JULES RENARD, escritor francês (1864-1910) citado por MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018


29 maio, 2018

Pétala nº 2194

“O pavor da solidão é maior que o medo da escravidão: por isso nos casamos.” 
CYRIL CONNOLY, romancista inglês (1903-74)

28 maio, 2018

Pétala nº 2193

"Nunca tive uma crise religiosa porque nunca acreditei”. 
MARÍA GAINZA, crítica de arte e escritora argentina (1975-), in “O nervo ótico”, Ed. D. Quixote, 2018

27 maio, 2018

Pétala nº 2192

“O presente impõe formas. Sair dessa esfera e produzir outras formas constitui a criatividade.”
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

26 maio, 2018

Pétala nº 2191

“O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

25 maio, 2018

Pétala nº 2190

“A gratidão da maioria dos homens não passa de um desejo secreto de receber maiores favores.” 
FRANÇOIS DE LA ROCHEFOUCAULD, escritor francês (1613-1680)

24 maio, 2018

Pétala nº 2189

“A minha vida é como se me batessem com ela.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

23 maio, 2018

Pétala nº 2188

“Prefiro o sonho à ilusão; no sonho sabe-se que temos os olhos fechados; na ilusão julgamos tê-los abertos.” 
CONDESSA DIANE, escritora francesa (1829-99)

22 maio, 2018

Pétala nº 2187

“Minha alma é uma orquestra oculta, não sei que instrumentos tangem e rangem, cordas e harpas, timbales e tambores, dentro de mim. Só me conheço como sinfonia."
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

21 maio, 2018

Pétala nº 2186

“Se o tempo envelhecer o seu corpo, mas não envelhecer a sua emoção, você será sempre feliz.”
AUGUSTO CURY, médico psiquiatra, professor e escritor brasileiro (1958-)

20 maio, 2018

Pétala nº 2185

“O calor como uma roupa invisível, dá vontade de o tirar.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

19 maio, 2018

Pétala nº 2184

“Quando se planta cuidado, colhe-se gratidão”. 
CHARLIE CHAPLIN, comediante britânico (1889-1977)

18 maio, 2018

Pétala nº 2183

“Sofro de não sofrer, de não saber sofrer.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

17 maio, 2018

Pétala nº 2182

“A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.” 
RUBEM ALVES, teólogo, pedagogo, poeta e filósofo brasileiro (1933-2014)

16 maio, 2018

Pétala nº 2181

“A morte? Mas a morte está dentro da vida. Morro totalmente? Não sei da vida. Sobrevivo-me? Continuo a viver.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

15 maio, 2018

Pétala nº 2180

“A música clássica do amor é em tom maior, a romântica em tom menor.” 
HUGO VON HOFMANNSTHAL, escritor e dramaturgo austríaco (1874-1929)

14 maio, 2018

Pétala nº 2179

“Hesito em tudo, muitas vezes sem saber porquê.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935), in “Livro do desassossego”, Ed. Tinta da China, 2014

13 maio, 2018

Pétala nº 2178

"Uma bela velhice é, comumente, recompensa de uma bela vida." 
PITÁGORAS, matemático da Grécia-Antiga (582-497 a.C.)

12 maio, 2018

Pétala nº 2177

“Uma alma não tem corpo, então como é que pode estar a olhar para nós?” 
HAN KANG, escritora sul-coreana (1970-), in “Atos humanos”, Ed. D. Quixote, 2017

11 maio, 2018

Pétala nº 2176

“Falhei em tudo. Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.” 
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935)

10 maio, 2018

Pétala nº 2175

“Há homens que se vangloriam de conhecer as mulheres. Esses são quase sempre os mais ignorantes. Quem fala não sabe, quem sabe não fala».” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

09 maio, 2018

Pétala nº 2174

“A vida não é a cápsula que nos mantém intactos, como nós pensamos: a vida é troca, permuta, escâmbio, mutuação, transação, transferência e metamorfose.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, presbítero e poeta português (1965-)

08 maio, 2018

Pétala nº 2173

“… a maior parte dos homens receia as mulheres inteligentes.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017


07 maio, 2018

Pétala nº 2172

“Viver é algo tão espantoso que sobra pouco tempo para qualquer outra coisa.” 
EMILY DICKINSON, poetisa norte-americana (1830-86)

06 maio, 2018

Pétala nº 2171

“As principais vítimas das mulheres são realmente as outras mulheres.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

05 maio, 2018

Pétala nº 2170

“Podemos imaginar tudo do que nada sabemos.”
FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935)

04 maio, 2018

Pétala nº 2169

"A crueldade feminina fascina os homens.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

03 maio, 2018

Pétala nº 2168

“É fundamental arrumar o passado para viver melhor o presente e olhar em frente. Eu não sou de onde venho, sou para onde vou e não tenho saudades de mim mesmo.” 
TOZÉ BRITO (António José Correia de Brito), cantor, letrista, compositor português (1951-)

02 maio, 2018

Pétala nº 2167

“Viver num mundo como este, virado do avesso, não exige apenas enorme coragem; requer, sobretudo, inesgotável paciência e uma lucidez inabalável.” 
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “A substância do Amor”, Ed. Quetzal, 2017

01 maio, 2018

Pétala nº 2166

“A política é constituída por homens sem ideias e sem grandeza.”
ALBERT CAMUS, escritor e filósofo (1913-1960) 
Prémio Nobel de Literatura, 1957