31 março, 2019

Pétala nº 2500

“A inveja é o sentimento de quem está por baixo e olha para o alto mas, não podendo alcançar o seu modelo, tem então que o desvalorizar, que o vilipendiar, que o destruir. 
FRANCESCO ALBERONI, sociólogo e escritor italiano (1929-), in “Público & Privado”, ed. Bertrand, 1988

30 março, 2019

Pétala nº 2499

“Os falhanços fazem sentido desde que sejam colossais.” 
JOSH TILLMAN (Father John Misty), cantor-compositor norte-americano (1981-)

29 março, 2019

Pétala nº 2498

“O mal é fácil. E é fácil também a adulação do mal. Os seres humanos sempre se vergaram perante os predominadores, os que fazem razias, os conquistadores.” 
FRANCESCO ALBERONI, sociólogo e escritor italiano (1929-), in “Público & Privado”, ed. Bertrand, 1988

28 março, 2019

Pétala nº 2497

“Andamos todos perdidos mas a vida continua a ser um milagre.” 
JOSH TILLMAN (Father John Misty), cantor-compositor norte-americano (1981-)

27 março, 2019

Pétala nº 2496

“Quem ama nada tem a pedir, mas apenas a dar. É, por definição, um devedor permanente.”
FRANCESCO ALBERONI, sociólogo e escritor italiano (1929-), in “Público & Privado”, ed. Bertrand, 1988

26 março, 2019

Pétala nº 2495

“A vida é bela mas aleatória em muitos sentidos.” 
JOSH TILLMAN (Father John Misty), cantor-compositor norte-americano (1981-)

25 março, 2019

Pétala nº 2494

“A minha doutrina é: Vive de forma a que o teu maior desejo seja viver outra vez – esse é o teu dever – pois, quer queiras quer não, viverás novamente!” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

24 março, 2019

Pétala nº 2493

“O amor é a essência da sobrevivência humana.” 
JOSH TILLMAN (Father John Misty), cantor-compositor norte-americano (1981-)

23 março, 2019

Pétala nº 2492

“… são os olhos do coração que frequentemente veem em primeiro lugar.” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

22 março, 2019

Pétala nº 2491

“É importante vivermos com opiniões e ideias diferentes, sobretudo aquelas que nos ofendem. A liberdade incompleta não é liberdade nenhuma.” 
PEDRO MEXIA, poeta, cronista e crítico literário português (1972-)

21 março, 2019

Pétala nº 2490

“O perdão é tão importante. Todos nós fizemos aquelas coisas pelos quais condenamos os outros… Temos de os perdoar.” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

20 março, 2019

Pétala nº 2489

“A velhice é isto: ou choramos por tudo e por nada, ou os olhos ficam secos de tanta lucidez.”
MIGUEL TORGA, escritor português (1907-95)

19 março, 2019

Pétala nº 2488

“O tempo é uma ilusão.” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

18 março, 2019

Pétala nº 2487

“Perdoar é um acto de amor.” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

17 março, 2019

Pétala nº 2486

“A sorte não existe. Aquilo a que chamamos sorte é o cuidado com pormenores.” 
WINSTON CHURCHILL, político e estadista inglês (1874-1965)

16 março, 2019

Pétala nº 2485

“O perdão dissipa a culpa e a raiva.” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

15 março, 2019

Pétala nº 2484

“A poesia é tudo o que há de íntimo em tudo."         
VICTOR HUGO, escritor francês (1802-1885)

14 março, 2019

Pétala nº 2483

“O amor pode florescer e desabrochar mesmo num solo gelado e nas condições mais duras. Existe sempre e em todo o lado. 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

13 março, 2019

Pétala nº 2482

“A saudade é o bolso onde a alma guarda aquilo que perdeu.” 
RUBEM ALVES, teólogo, pedagogo, poeta e filósofo brasileiro (1933-2014)

12 março, 2019

Pétala nº 2481

“O amor é a força mais poderosa do Universo.” 
BRIAN L.VEISS, psiquiatra americano, especialista em terapia de vidas passadas (1944-), in “Só o amor é real”, Ed. Pergaminho,1999

11 março, 2019

Pétala nº 2480

“O mal, a terrível banalidade do mal, não é senão o triunfo da ignorância e da imbecilidade em toda a linha.” 
JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA, teólogo e poeta português (1965-)

10 março, 2019

Pétala nº 2479

“Escrever é retirar da sombra aquilo que sabemos.” 
KARL OVE KNAUSGARD, escritor norueguês (1968-), in “A minha luta: 1 – A morte do pai”, Ed. Relógio d’Água, 2014

09 março, 2019

Pétala nº 2478

“A poesia é ao mesmo tempo um esconderijo e um altifalante." 
NADINE GORDIMER, escritora sul-africana ( 1923-2014) 
Prémio Nobel de Literatura, 1991

08 março, 2019

Pétala nº 2477

“A mente tem a capacidade de lidar com os pensamentos mais estranhos.” 
KARL OVE KNAUSGARD, escritor norueguês (1968-), in “A minha luta: 1 – A morte do pai”, Ed. Relógio d’Água, 2014

07 março, 2019

Pétala nº 2476

"A ambição, em si, nada mais é que a sombra de um sonho. "
WILLIAM SHAKESPEARE, escritor inglês (1564-1616)

06 março, 2019

Pétala nº 2475

“Quando sabemos muito pouco, é como se esse pouco não existisse.” 
KARL OVE KNAUSGARD, escritor norueguês (1968-), in “A minha luta: 1 – A morte do pai”, Ed. Relógio d’Água, 2014

05 março, 2019

Pétala nº 2474

“Devemos usar o tempo sensatamente e entender que o momento é sempre adequado para se fazer o bem.” 
NELSON MANDELA, estadista sul-africano (1918-2013) 
Prémio Nobel da Paz, 1993

04 março, 2019

Pétala nº 2473

“Os sentimentos são como a água, adaptam-se sempre ao meio.” 
KARL OVE KNAUSGARD, escritor norueguês (1968-), in “A minha luta: 1 – A morte do pai”, Ed. Relógio d’Água, 2014

03 março, 2019

Pétala nº 2472

“O poeta faz-se vidente através de um longo, imenso e sensato desregramento de todos os sentidos."
ARTHUR RIMBAUD, poeta francês (1854-91)

02 março, 2019

Pétala nº 2471

“A surpresa dilata o tempo.”
JOSÉ EDUARDO AGUALUSA, escritor angolano (1960), in “O paraíso e outros infernos”, Ed. Quetzal, 2018

01 março, 2019

Pétala nº 2470

“Ninguém é mais solitário do que aquele que nunca recebeu uma carta.” 
ELIAS CANETTI, escritor búlgaro (1905.94) 
Prémio Nobel de Literatura, 1981