31 janeiro, 2014

Pétala nº 614

“A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.”

Victor Hugo, escritor francês (1802-85)

30 janeiro, 2014

Pétala nº 613

“A chave do céu tem o poder de abrir os portões do inferno.”

Cormac McCarthy, escritor americano (1933-), in “A Travessia”, Ed. Relógio d’Água, 2012

29 janeiro, 2014

Pétala nº 612

“Qual é a tarefa mais difícil do mundo? Pensar.”

Ralph Waldo Emerson, escritor norte-americano (1803-82)

28 janeiro, 2014

Pétla nº 611

“…o passado não pode ser emendado”.
 
Cormac McCarthy, escritor americano (1933-), in “A Travessia”, Ed. Relógio d’Água, 2012

27 janeiro, 2014

Pétala nº 610

“A solidão é a mãe da sabedoria.”

Laurence Sterne, escritor e clérigo irlandês (1713-68)

26 janeiro, 2014

Pétala nº 609

“… a lição de uma vida nunca se basta a si mesma.”
 
Cormac McCarthy, escritor americano (1933-), in “A Travessia”, Ed. Relógio d’Água, 2012

25 janeiro, 2014

Pétla nº 608

“Quem é que quer flores depois de morto?”

J. D. Salinger, escritor americano (1919-2010)

24 janeiro, 2014

Pétala nº 607

“Ver Deus em todo o lado é não O ver em lugar nenhum.”
 
Cormac McCarthy, escritor americano (1933-), in “A Travessia”, Ed. Relógio d’Água, 2012

23 janeiro, 2014

Pétala nº 606

“Tenha cuidado com a tristeza. É um vício.”

Gustave Flaubert, escritor francês (1821-80)

22 janeiro, 2014

Pétala nº 605

“As iniciativas votadas ao fracasso dividem as vidas para todo o sempre no antes e no depois.”

Cormac McCarthy, escritor americano (1933-), in “A Travessia”, Ed. Relógio d’Água, 2012

21 janeiro, 2014

Pétala nº 604

“Procura a satisfação de veres morrer os teus vícios antes de ti.” 

Séneca, filósofo da Grécia Antiga (4aC-65aC)

20 janeiro, 2014

Pétala nº 603

“Se uma pessoa perfeita do planeta Marte descesse e soubesse que as pessoas da Terra se cansavam e envelheciam, teria pena e espanto. Sem entender jamais o que havia de bom em ser gente, em sentir-se cansada, em diariamente falir.”
 
Clarice Lispector, escritora brasileira (1920-1977), in “Laços de família”, Ed. Relógio d’Água, 2013

19 janeiro, 2014

Pétala nº 602

“Não vemos as coisas como elas são, mas como nós somos.”

Anaïs Nin, escritora francesa (1903-1977)

18 janeiro, 2014

Pétala nº 601

“Não pudemos aplicar a tudo a nossa medida humana.”
 
Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

17 janeiro, 2014

Pétala nº 600

"São poucos os políticos que sabem fazer política. Mas, quando um intelectual tenta entrar nesse meio, então é o fim do mundo."
 
Jorge Luis Borges, escritor argentino (1899-1986)

16 janeiro, 2014

Pétala nº 599

“Aprendi tarde na vida o tonto que é insistir em que estamos certos.”
 
Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein", Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

15 janeiro, 2014

Pétala nº 598

"O amor é uma luz que não deixa escurecer a vida.”

Camilo Castelo Branco, escritor português (1825-90)

14 janeiro, 2014

Pétala nº 597

“Associa-te às pessoas mais nobres que puderes encontrar; lê os melhores livros; convive com os poderosos; mas aprende em solidão a ser feliz.”
 
Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

13 janeiro, 2014

Pétala nº 596

"A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você."
 
Ralph Waldo Emerson, escritor americano (1803-1882)

12 janeiro, 2014

Pétala nº 595

“Quanto mais envelhecemos, piores se tornam as descobertas que fazemos acerca de nós próprios.”

Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

11 janeiro, 2014

Pétala nº 594

"A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro."
 
John Fitzgerald Kennedy, presidente dos Estados Unidos da América (1917-63)

10 janeiro, 2014

Pétala nº 593

“O coração é um mistério… leal na sua função desde o útero até ao nosso último suspiro.”
 
Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

09 janeiro, 2014

Pétala nº 592

“No meio de qualquer dificuldade encontra-se a oportunidade”.

Albert Einstein, físico alemão (1879-1955)

08 janeiro, 2014

Pétala nº 591

“Hoje em dia já nada no plano sexual é proibido, mas o desafio é mantermo-nos nós próprios no meio da anarquia sexual.”
 
Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

07 janeiro, 2014

Pétala nº 590

“Outrora, a velhice era uma dignidade. Hoje, ela é um peso.”
 
François René de Chateaubriand, escritor francês (1768-1848)

06 janeiro, 2014

Pétala nº 589

“A vida foge-nos.”

Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

05 janeiro, 2014

Pétala nº 588

“Os lugares de chefia fazem maiores os grandes homens e mais pequenos os homens pequenos.”
 
Jean de La Bruyère, escritor francés (1645-1696)

04 janeiro, 2014

Pétala nº 587

“O homem é uma criatura que tem sempre uma palavra a dizer sobre tudo o que há debaixo do sol.”
 
Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein”, Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

03 janeiro, 2014

Pétala nº 586

“A nova cultura começa quando o trabalhador e o trabalho são tratados com respeito.”

Máximo Gorky, escritor russo (1868-1936)

02 janeiro, 2014

Pétala nº 585

“Um homem devia ser capaz de ouvir, e de aguentar, e de ultrapassar, o pior que pudesse ser dito dele.”

Saul Bellow, escritor americano (1915-2005), in “Ravelstein", Ed. Teorema, 2001
Prémio Nobel de Literatura, 1976

01 janeiro, 2014

Pétala nº 584

“Pensem que as palavras a que não se segue nenhuma consequência são ditas para nada.”
 
Demóstenes, político e orador da Grécia Antiga (-384/-322)